FATO RELEVANTE

A CCR S.A. (“CCR” ou “Companhia”) (B3: CCRO3; Bloomberg: CCRO3BZ; Reuters: CCRO3.SA) comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral as medidas que está adotando para zelar pela sociedade como um todo, dar continuidade à prestação de seus serviços ao público, bem como proteger os seus colaboradores e de suas controladas/concessionárias contra as ameaças da doença contagiosa COVID-19, caracterizado pela Organização Mundial da Saúde como pandemia (“Coronavírus”).

Atenta ao cenário atual e aos desdobramentos da pandemia, a Companhia adotou as seguintes principais medidas para apoiar na prevenção do Coronavírus:

(i) Criação de um comitê de crise para gerir as ações resultantes desta pandemia;

(ii) Disponibilização de canal de Gestão Integrada de Saúde, com atendimento médico telefônico, disponível 24 horas por dia, para colaboradores do Grupo CCR e seus dependentes e esclarecimentos de dúvidas pela equipe de Saúde Ocupacional;

(iii) Realização de palestras online sobre o Coronavírus com médicos da Companhia;

(iv) Isolamento domiciliar por sete dias para todos os colaboradores que retornarem de viagens internacionais, mediante comunicação à equipe de Saúde Ocupacional;

(v) Afastamento domiciliar monitorado para colaboradores que apresentem tosse, febre ou falta de ar, com supervisão da equipe de Saúde Ocupacional;

(vi) Recomendação para que as viagens corporativas, nacionais ou internacionais, sejam realizadas apenas em casos de extrema necessidade; e

(vii) Recomendação de regime de home office para colaboradores cuja função possibilite esta modalidade de trabalho.

Diante da incerteza da evolução do Coronavírus e de suas consequências, torna-se muito difícil prever o impacto final que este terá no mercado financeiro e na economia global e, consequentemente, sobre as atividades do Grupo CCR, no Brasil e no exterior. Nos últimos dias, o impacto ao tráfego nas rodovias sob concessão do Grupo CCR, negócio que representa cerca de 75% do EBITDA 2019, tem sido ainda limitado, com redução dos veículos leves, possivelmente por conta do tráfego pendular impactado por medidas de home office, mas por outro lado com certo aumento nos veículos pesados, uma vez que não houve nenhuma medida ligada à restrição de mobilidade de carga.

Na divisão de mobilidade, que representa aproximadamente 15% do EBITDA 2019, verificou-se, nos últimos dias, uma redução de demanda na ordem de 30% em relação ao movimento usual no número de passageiros transportados. A divisão de aeroportos, que representa cerca de 10% do EBITDA 2019, tem sido a mais impactada. Os aeroportos de San Jose na Costa Rica, de Quito no Equador e de Curaçao tiveram suas operações significativamente reduzidas, em virtude de restrições de mobilidade impostas pelas autoridades locais dos países onde estão localizados. A BH Airport (aeroporto de Confins) e as operações aeroportuárias nos Estados Unidos também estão sendo afetadas, em virtude da redução dos voos domésticos e internacionais.

Em resposta ao possível impacto econômico advindo da evolução do COVID-19 no Brasil, a Companhia está tomando medidas imediatas para preservar sua posição financeira, tais como: preservação do caixa, contenção de despesas e priorização dos investimentos. A CCR sempre adotou os mais elevados padrões de gestão financeira, e essa disciplina certamente será de muita valia para enfrentar esse momento extraordinário.

O Grupo CCR segue comprometido com a segurança de seus colaboradores e das comunidades das regiões onde atua, bem como é orientado pela transparência e pelas boas práticas de governança corporativa. A Companhia manterá os seus acionistas e o mercado em geral informados sobre os futuros desdobramentos do tema.

São Paulo/SP, 18 de março de 2020

CCR S.A.
Waldo Perez
Diretor de Relações com Investidores