FATO RELEVANTE

A CCR S.A. (“Companhia” ou “CCR”) (B3: CCR03; Bloomberg: CCR03 BZ; Reuters: CCR03.SA), em complemento aos fatos relevantes divulgados em 19 e 23 de dezembro de 2019 e em 04 de fevereiro de 2020, informa que, nesta data, foi proferida decisão no âmbito da ação judicial, com pedido de tutela antecipada, ajuizada pela Concessionária da Rodovia Presidente Dutra S.A. (“NovaDutra”), empresa controlada pela CCR, contra a União Federal e a Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT (“ANTT”), perante a 5ª Vara Cível Federal de São Paulo (Processo n.º 5026377-67.2019.4.03.6100), suspendendo a eficácia da Deliberação nº 1.093, de 19 de dezembro de 2019, da ANTT, cujos termos foram ratificados pela Deliberação nº 74, 04 de fevereiro de 2020, da ANTT, que havia determinado a redução em 5,26% da tarifa básica de pedágio de todas as praças compreendidas na BR-116/RJ/SP, objeto de Contrato de Concessão n.º PG–137/95-00 celebrado entre a União e a NovaDutra, a partir das 0h00 do dia 08/02/2020.

A Companhia manterá os seus acionistas e o mercado em geral devidamente informados a respeito de eventuais desdobramentos relacionados ao assunto.

São Paulo, 07 de fevereiro de 2020

CCR S.A.
Waldo Perez
Diretor de Relações com Investidores