– A Receita Líquida alcançou R$ 1.043,3 milhões (+24,6%). Deste total a SPVias contribuiu com R$ 85,9 milhões.

– O EBIT atingiu R$ 483,5 milhões (+11,0%), com margem de 46,3% (-5,7 p.p.). Excluindo- se a provisão de manutenção, o EBIT pro forma alcançou R$ 536,8 milhões (+21,9%), com margem EBIT de 51,5%.

– O EBITDA atingiu R$ 662,0 milhões (+24,8%), com margem de 63,4%.

– O Lucro Líquido atingiu R$ 175,2 milhões (-1,1%).

– O tráfego consolidado cresceu 17,2% no 1T11. Em bases comparáveis, o tráfego registrou crescimento de 9,1%.

– O número de usuários da STP (arrecadação eletrônica) expandiu-se em 35,4%, atingindo 2.726 mil tag’s ativos.

– No dia 19 de abril de 2011, foi aprovada a distribuição complementar de dividendos relativos ao ano de 2010, proposta pela diretoria da companhia, no valor de R$ 0,228309/ação, distribuídos a partir do dia 29 de abril. Considerando-se a antecipação de dividendos pagos em 30/09/2010, de R$ 1,70/ação, teremos como resultado um “payout” de 126,7%, referente ao exercício fiscal de 2010.

– Os resultados da Companhia incorporam os impactos da Controlar, ViaQuatro e SPVias, projetos que foram incorporados recentemente e/ou que se encontram em fase de ramp up.