FATO RELEVANTE

Para fins do disposto na Instrução CVM nº 358, a CCR S.A. (“CCR”) (BM&FBovespa: CCRO3; Bloomberg: CCRO3BZ; Reuters: CCRO3.SA), comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral que foi celebrado o 26º Termo Aditivo Modificativo (“TAM”) ao Contrato de Concessão de Serviços Públicos 005/CR/1998 (“Contrato de Concessão”), entre sua controlada Concessionária do Sistema Anhangüera-Bandeirantes S.A. (“CCR AUTOBAN”) e o Estado de São Paulo, representado pela ARTESP – Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo (“PODER CONCEDENTE”).

O referido TAM tem por objeto a implantação das obras do Complexo Jundiaí – SP330 (Jundiaí), dispositivo de acesso no Km 84+600, pista sul – SP330 (Valinhos) e dispositivo de acesso ao Bairro Jardim São Francisco no km 110, pista sul – SP330 (Sumaré), no valor total de investimentos e custos de R$227.968.722,39 (duzentos e vinte e sete milhões, novecentos e sessenta e oito mil, setecentos e vinte e dois reais e trinta e nove centavos). A recomposição do equilíbrio da equação econômico-financeira do contrato de concessão, por se tratar de novos investimentos, foi realizada pela metodologia de fluxo de caixa marginal, mediante a extensão do prazo do Contrato de Concessão por 3 (três) meses e 15 (quinze) dias.

O Grupo CCR está sempre atento às oportunidades em infraestrutura, dentro da sua estratégia de crescimento qualificado e disciplina de capital, orientada pelas normas vigentes e as boas práticas de governança corporativa, informando aos seus acionistas e ao mercado em geral o desenrolar dos fatos que vinculem a Companhia a compromissos de investimento, com o objetivo viabilizar soluções de novos investimentos e serviços em infraestrutura, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico e ambiental das regiões onde atua.

São Paulo, 16 de abril de 2016.

Arthur Piotto Filho
Diretor de Relações com Investidores