A RodoAnel Oeste é a empresa responsável pela administração dos 32 quilômetros do trecho oeste do Rodoanel Mário Covas, um importante anel rodoviário de conexão das rodovias Raposo Tavares, Castello Branco, Anhanguera, Bandeirantes e Régis Bittencourt, pelo qual 240 mil veículos circulam todos os dias. O contrato de concessão tem prazo de 30 anos, e a cobrança de pedágio começou em 17 de dezembro de 2008. O RodoAnel foi responsável por 2,5% da receita operacional bruta em 2019.

A Concessionária RodoAnel é formada pela CCR (98,9%) e pela Encalso Construções (1,1%). Em março de 2018, o Consórcio Integração Oeste, composto pelas duas companhias, venceu a licitação pública para operar o trecho após apresentar a proposta com a menor tarifa de pedágio, de R$ 1,1684. Esse valor ficou abaixo do apresentado pelas quatro concorrentes e representou deságio de 61% em relação ao teto de R$ 3, estipulado pelo governo do estado de São Paulo para a licitação.

O RodoAnel marca a retomada do Programa de Concessões de São Paulo e representa uma das principais soluções para o tráfego na região metropolitana de São Paulo. Com o pagamento de uma outorga de R$ 2 bilhões, o estado obteve recursos suficientes para concluir a construção do trecho sul do RodoAnel, que é um eixo importante para o escoamento da produção agrícola e industrial das regiões norte e oeste de São Paulo para o Porto de Santos. A rodovia também é fundamental para diminuir o número de caminhões nas marginais Tietê e Pinheiros e na Avenida dos Bandeirantes.