Sobre o Grupo CCR: fundado em 1999, o Grupo CCR é um dos maiores players de serviços de infraestrutura para mobilidade humana da América Latina. O início de sua trajetória se deu no segmento de concessões rodoviárias, com a posterior diversificação de portfólio. Em 2018, o Grupo CCR transformou seus quatro núcleos de atuação em divisões, que agrupam unidades de negócios: CCR Lam Vias, CCR Infra SP, CCR Aeroportos e CCR Mobilidade. As divisões são responsáveis por gerir os atuais negócios da companhia, além de desenvolver e avaliar novas oportunidades nos mercados primário e secundário, dentro e fora do Brasil. Tendo o pioneirismo como marca, foi o primeiro grupo do setor de serviços de infraestrutura a ingressar no Novo Mercado da B3 (anteriormente chamada BM&FBovespa). Atualmente o Grupo CCR conta com mais de 17 mil colaboradores e é responsável pela gestão e manutenção de 3.615 quilômetros de rodovias, além de administrar aeroportos e serviços de transporte de passageiros em metrôs, VLT e barcas, transportando aproximadamente 2 milhões de passageiros por dia. O número ainda poderá alcançar 3 milhões de passageiros com o início das operações das Linhas 8 e 9. No segmento de aeroportos, com a vitória no leilão dos blocos Central e Sul, concedidos pela ANAC, o número de passageiros transportados poderá ultrapassar 23 milhões, anualmente, incluindo o aeroporto da Pampulha/BH. A Companhia é reconhecida nos mercados nacional e internacional pela adoção de rígidas práticas de governança corporativa, que pautam sua atuação e estão reunidas no Programa de Integridade e Conformidade. Mais em: grupoccr.com.br

Sobre a CCR: a CCR é a holding do Grupo CCR listada no índice B3, a Bolsa de Valores brasileira. A empresa conta com mais de 20 anos de trajetória e possui o reconhecimento dos mercados nacional e internacional, especialmente por seus rígidos critérios de governança e compliance. De suas ações, todas ordinárias e com direito a voto, 55,23% são negociadas no Novo Mercado. Além do B3, a Companhia integra os índices ISE, ICO2, IGC, IBrX-100 e MSCI Latin America.

A tabela seguinte contém informações resumidas relativas às concessões rodoviárias:

 

Concessão Extensão (Km) Veículos Equivalentes em milhares 2021 (1) Data de Término do Contrato Participação Data do reajuste anual Último reajuste Índice de reajuste Último % aplicado
AutoBAn 317 258.205  Dez/37 100% 1º de jul jul/21 IPCA 8,05%
RioSP (2) 625,8  Fev/52 100% 1º de set IPCA
ViaLagos 57 8.192 Jan/47 100% 1º de ago ago/21 Cesta de Índices 8,89%
ViaOeste 169,3 114.558 Fev/24 100% 1º de jul jul/21 IPCA 8,05%
RodoAnel Oeste 32 129.246 Jun/38 99,60% 1º de jul jul/21 IPCA 8,05%
Renovias 345,7 21.276 Out/22 40% 1º de jul jul/21 IPCA/IGP-M 8,05%
SPVias 516 61.886 Set/28 100% 1º de jul jul/21 IPCA 8,05%
ViaRio 13 13.444 Abr/47 66,66% 1º de jan jan/20 IPCA 3,91%
MSVia (3) 845,4 50.961 Abr/44 100% 14 de set jun/21 IPCA -21,8%
ViaSul 473,4 90.307 Fev/49 100% 15 de fev fev/22 IPCA 10,64%
ViaCosteira  220,4 52.473 Jul/50 100% 2 de mai jun/22 IPCA 14,29%

A tabela seguinte contém informações resumidas relativas às concessões de mobilidade urbana:

Concessão Extensão (Km) Passageiros em milhares 2021
Data de Término do Contrato  Participação Reajuste anual último reajuste Índice de reajuste Último % aplicado Tarifa Contratual
ViaQuatro (4) 12,8 110.865 Abr/40 75% 1º de fev fev/22 IPC 13,75% R$ 3,35
Barcas S.A. 5.961 Fev/23 80% 12 de fev fev/22 IPCA 11,60% R$ 7,70
VLT 28 12.828 Dez/38 91,97% 1º de jan jun/22 IPCA 12,69% R$ 3,85
Metrô Bahia 41 72.373 Out/43 100% 1º de abr abr/22 85% IPCA e 15% Preço de Energia 15,03% R$ 3,75
ViaMobilidade 27,8 109.747 Ago/38 83,34% 1º de fev fev/22 85% IPC e 15% Preço de Energia 8,57% R$ 2,25
ViaMobilidade Linhas 8 e 9 (5)  78,9 Jan/52 80% 1º de set IPCA R$ 3,34

A tabela seguinte contém informações resumidas relativas às concessões aeroportuárias:

Concessão Data de Término do Contrato  Participação Data do reajuste anual Data do último reajuste Índice de reajuste Último % aplicado
Quiport
Jan/41 46,5% Fev fev/22 Cesta de Índices (6) 6,20%
Aeris Mai/26 97,15% Jun dez/18 CPI ou PPI 10%
Curaçao (7) Abr/33 79,8% Jan jan/22 Cesta de Índices (6) 29% Internacional / 15% Doméstico
BH Airport Mai/44 38,25% Jun jun/21 IPCA 7,31%
Bloco Sul (8) Out/51 100% Dez mar/22 e abr/22 IPCA N/A
Bloco Central (8) Out/51 100% Dez mar/22 e abr/22 IPCA N/A
Pampulha Jan/52 100% Fev mai/22 IPCA 20,08%

Detemos 100% do capital social de cada uma de nossas concessionárias, exceto da ViaQuatro, na qual a CCR detém participação acionária de 75% do capital social juntamente com Ruainvest Participações S.A. (15%) e Mitsui & Co. Ltd.(10%); do RodoAnel, de cujo capital somos titulares de 99,6% das ações e a Encalso Construções de 0,4%; da Renovias, de cujo capital detemos 40% das ações e a Encalso Construções de 60%; da ViaRio, da qual somos detentores de 66,66% do capital social e a Invepar de 33,34%; do VLT Carioca, CCR (91,969%), Investimentos e Participações em Infraestrutura S.A. – Invepar (0,0083%) e Odebrecht TransPort S.A. (0,931%), RIOPAR Participações S.A. (2,6286%), Benito Roggio Transporte S.A. (0,0924%) e RATP do Brasil Operações, Participações e Prestações de Serviços para Transporte Ltda. (4,3706%); da Barcas, de cujo capital social detemos 80% das ações representativas e 20% composto pelas empresas JCA Holding Participações, Barcas Around the Pier Administração e Participações e Auto Viação 1001 e Rodomar Participações; Quito, de cujo capital social somos titulares de 46,5%; San José, de cujo capital social detemos 97,1%; Curaçao, de cujo capital detemos 79,8% do capital social; e TAS, de cujo capital social detemos 70,0%.

(1) Veículos equivalentes é a medida calculada adicionando aos veículos leves, os veículos pesados (comerciais como caminhões e ônibus multiplicados pelos respectivos números de eixos cobrados. Um veículo leve equivale a um eixo de veículo pesado). A quantidade de veículos equivalentes da Renovias refere-se à participação de 40% e da ViaRio 66,66%.

(2) O 1º reajuste será aplicado em 1º de setembro de 2023.

(3) Devido ao aditivo de relicitação da MSVia em junho de 2021 a tarifa foi reajustada e o contrato pode ser encerrado antes da data prevista inicialmente no contrato de concessão.

(4) 50% IPC / 50% IGPM até o 15º ano concessão, após 100% IPC.

(5) 1º ao 6º ano: 20% INCC, 50% IPCA e 30% IGPM, após 6º ano 100% IPCA.

(6) Quiport: Taxas Regulamentadas: calculada com uma fórmula escrita que calcula a média do IPC dos EUA e do IPC do Equador no último ano;
Taxas não regulamentadas: estabelecida.

Aeris: Taxa da Área A: índice de preços ao consumidor Curaçao, população total; Taxa da Área A Receita Bruta: porcentagem a ser determinada com base no número de passageiros (sem índice) com base no valor maior; 10% da Receita Bruta Incremental (atualmente não aplicável) nos contratos comerciais assinados pela Concessionária.

(7) Parte do reajuste aplicado em 2022 reequilibrou os efeitos causados pela pandemia de COVID-19 no aeroporto.

(8) Blocos Sul e Central:

Para a tarifação da aviação regular nos aeroportos de Curitiba, Navegantes, Goiânia, Foz do Iguaçu, São Luís, Teresina e Londrina é utilizado o conceito de receita teto por passageiro, sendo o teto definido pela ANAC e reajustado em dezembro de cada ano pelo IPCA.

Para a tarifação da aviação regular em Joinville, Palmas, Petrolina, Imperatriz, Bagé, Uruguaiana e Pelotas é utilizado o conceito de liberdade tarifária, onde as tarifas são reajustadas pela concessionária com base em boas práticas de precificação e com consulta às partes interessadas.

O conceito de liberdade tarifária também é aplicado para as tarifas de aviação geral, executiva, armazenagem e capatazia (exceto carga em trânsito) de todos os aeroportos aqui mencionados e ainda para os aeroportos de Bacacheri e Pampulha.

As tarifas de cargas em trânsito (importadas ou exportadas) são reguladas pelo teto tarifário e reajustadas anualmente por IPCA em todos os aeroportos aqui mencionados.

 

 

.
.