COMUNICADO AO MERCADO

 

\ 6ª Rodada de Concessões Aeroportuárias | Bloco Sul

São Paulo, 20 de outubro de 2021. A CCR S.A. (“Companhia”) (B3: CCRO3; Bloomberg: CCRO3 BZ; Reuters: CCRO3.SA) comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral que, em continuidade ao Fato Relevante divulgado pela Companhia em 07 de abril de 2021, sua controlada Concessionária do Bloco Sul S.A. e a Agência Nacional de Aviação Civil, com a interveniência de Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária – Infraero, firmaram, na presente data, o Contrato de Concessão n.º 002/ANAC/2021-Sul, cujo objeto consiste na concessão dos serviços públicos para a ampliação, manutenção e exploração da infraestrutura aeroportuária dos aeroportos de Curitiba (PR), em São José dos Pinhais, Foz do Iguaçu (PR), Londrina (PR), Bacacheri (PR), Navegantes (SC), Joinville (SC), Pelotas (RS), Uruguaiana (RS) e Bagé (RS), pelo prazo de 30 (trinta) anos.

A assinatura do CONTRATO DE CONCESSÃO representa a concretização de mais uma importante etapa do planejamento estratégico da CCR, que visa o seu crescimento qualificado, agregar valor aos acionistas e contribuir para o desenvolvimento socioeconômico e ambiental do Brasil.

\ Objeto da Concessão

A CCR sagrou-se vencedora dos blocos Sul e Central da 6ª rodada de Concessões Aeroportuárias, somando 15 ativos, com um total de aproximadamente 19,9 milhões de passageiros em 2019, e 8,3 milhões em 2020, segundo a Infraero.

O Bloco Sul conta com 9 aeroportos, com um total de aproximadamente 12,4 milhões de passageiros em 2019, e 4,8 milhões em 2020, segundo a Infraero.

ccr1.PNG

\ Dados operacionais e financeiros

 

ccr2.PNG

 

\ % de pax transportados por ativo em 2020

ccr3.PNG

\ Breve Histórico

Sobre o Grupo CCR: fundado em 1999, o Grupo CCR é um dos maiores players de serviços de infraestrutura para mobilidade humana da América Latina. O início de sua trajetória se deu no segmento de concessões rodoviárias, com a posterior diversificação de portfólio. Em 2018, o Grupo CCR transformou seus quatro núcleos de atuação em divisões, que agrupam unidades de negócios: CCR Lam Vias, CCR Infra SP, CCR Aeroportos e CCR Mobilidade. As divisões são responsáveis por gerir os atuais negócios da companhia, além de desenvolver e avaliar novas oportunidades nos mercados primário e secundário, dentro e fora do Brasil. Tendo o pioneirismo como marca, foi o primeiro grupo do setor de serviços de infraestrutura a ingressar no Novo Mercado da B3 (anteriormente chamada BM&FBovespa). Atualmente o Grupo CCR conta com mais de 17 mil colaboradores e é responsável pela gestão e manutenção de 3.955 quilômetros de rodovias, além de administrar aeroportos e serviços de transporte de passageiros em metrôs, VLT e barcas, transportando aproximadamente 2 milhões de passageiros por dia. O número ainda poderá alcançar 3 milhões de passageiros com o início das operações das Linhas 8 e 9. No segmento de aeroportos, com a vitória no leilão dos blocos Central e Sul, concedidos pela ANAC, o número de passageiros transportados poderá ultrapassar 23 milhões, anualmente, incluindo o aeroporto da Pampulha/BH. A Companhia é reconhecida nos mercados nacional e internacional pela adoção de rígidas práticas de governança corporativa, que pautam sua atuação e estão reunidas no Programa de Integridade e Conformidade. Mais em: grupoccr.com.br

Sobre a CCR: a CCR é a holding do Grupo CCR listada no índice B3, a Bolsa de Valores brasileira. A empresa conta com mais de 20 anos de trajetória e possui o reconhecimento dos mercados nacional e internacional, especialmente por seus rígidos critérios de governança e compliance. De suas ações, todas ordinárias e com direito a voto, 55,23% são negociadas no Novo Mercado. Além do B3, a Companhia integra os índices ISE, ICO2, IGC, IBrX-100 e MSCI Latin America.

São Paulo/SP, 20 de outubro de 2021.

CCR S.A.
Waldo Perez
Diretor de Relações com Investidores