COMUNICADO AO MERCADO

 

\ CCR RioSP

São Paulo, 28 de janeiro de 2022. A CCR S.A. (“CCR” ou “Companhia”) (B3: CCRO3; Bloomberg: CCRO3 BZ; Reuters: CCRO3.SA) comunica aos acionistas e mercado em geral que, em continuidade ao Fato Relevante divulgado pela Companhia em 29 de novembro de 2021, foi celebrado, na presente data, por sua controlada Concessionaria do Sistema Rodoviário Rio – São Paulo S.A. (“CCR RioSP”) e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o Contrato de Concessão oriundo do Edital n.º 03/2021 , cujo objeto consiste na prestação do serviço de exploração da infraestrutura e da prestação do serviço público de recuperação, operação, manutenção, monitoração, conservação, implantação de melhorias, ampliação de capacidade e manutenção do nível de serviço do Sistema Rodoviário Rio de Janeiro (RJ) – São Paulo (SP), sendo: (i) Rodovia BR-116/RJ, entre o entroncamento com a BR-465 no município de Seropédica (km 214,7), e a divisa RJ/SP (km 339,6); (ii) Rodovia BR-116/SP, entre a divisa RJ/SP (km 0) e o entroncamento com a BR-381/SP-015, Marginal Tietê (km 230,6); (iii) Rodovia BR-101/RJ, entre o entroncamento com a BR-465, no município do Rio de Janeiro (Campo Grande) (km 380,8), e a divisa RJ/SP (km 599); e (iv) Rodovia BR-101/SP – entre a divisa RJ/SP (km 0) e Praia Grande, Ubatuba (km 52,1).

A CONCESSÃO terá um prazo de 30 (trinta) anos, contados a partir da Data da Assunção (assinatura do Termo de Arrolamento e Transferência de Bens), conforme previsto no EDITAL.

A assinatura do CONTRATO DE CONCESSÃO representa a concretização de mais uma importante etapa do planejamento estratégico da CCR, que visa o seu crescimento qualificado, agregar valor aos acionistas e contribuir para o desenvolvimento socioeconômico e ambiental do Brasil.

\ Objeto da Concessão

O sistema rodoviário BR-116/101/RJ/SP faz a ligação entre as duas maiores regiões metropolitanas do País: Rio de Janeiro e São Paulo, por onde é transportado 50% do Produto Interno Bruto (PIB). A concessão em questão (BR-116 e BR-101) tem 625,8km de extensão.

Serão investidos R$ 13,5 bilhões ao longo de 30 anos de concessão. Com os investimentos previstos no edital de concessão, a rodovia Presidente Dutra irá se tornar a via mais avançada em tecnologia do Brasil. Já a BR-101 vai receber obras que vão oferecer mais dinamismo ao tráfego como a duplicação de 80 km, além de 33 km de faixas adicionais ao longo da via e a construção de centenas de estruturas operacionais de apoio ao motorista.

O projeto da nova concessão traz inovações, como tarifa no modelo free flow, entre as cidades de São Paulo e Arujá para aqueles usuários que optarem por migrar da pista local para a pista expressa, o desconto para usuário frequente e grandes obras, que valorizam o processo de concessão e permitem o aprimoramento contínuo do nível de serviço.

As rodovias serão 100% monitoradas por câmeras e contarão com sistema de detecção automática de incidentes. O contrato contará ainda com iluminação inteligente, sendo a BR-116 100% iluminada e disponibilização de conectividade. Os novos desafios são parte de um processo natural para que os programas de concessão gerem cada vez mais benefícios aos motoristas. Como parte das obras que trarão mais segurança e conforto aos clientes, encontram-se:

  • 569 km de faixas adicionais (3ª e/ou 4ª faixa).
  • 128 passarelas de pedestres.
  • 144 km de vias marginais.
  • 4 áreas de descanso para caminhoneiros.
  • 16 km de ampliações trecho da Serra das Araras em 4 faixas de descida e 4 de subida.
  • Na BR-101, serão realizados 80 km de duplicação e 33 km de faixas adicionais.

 

ccr pt 1.png

 

\ Dados operacionais e financeiros

 

ccr pt 2.PNG

ccr pt 3.PNG

1. Valores que embasaram a proposta e que estão deduzidos dos recursos vinculados.
2. Não considera o tráfego de Viúva Graça e free flow.
3. Para o ano de 2022, considera-se o período de março até dezembro

ccr pt 4.PNG

1. As datas acima foram consideradas na proposta e podem variar em função de diversos fatores.
2. Prevista neste contrato até 28/02/23.

 

\ Breve Histórico

Sobre o Grupo CCR: fundado em 1999, o Grupo CCR é um dos maiores players de serviços de infraestrutura para mobilidade humana da América Latina. O início de sua trajetória se deu no segmento de concessões rodoviárias, com a posterior diversificação de portfólio. Em 2018, o Grupo CCR transformou seus quatro núcleos de atuação em divisões, que agrupam unidades de negócios: CCR Lam Vias, CCR Infra SP, CCR Aeroportos e CCR Mobilidade. As divisões são responsáveis por gerir os atuais negócios da companhia, além de desenvolver e avaliar novas oportunidades nos mercados primário e secundário, dentro e fora do Brasil. Tendo o pioneirismo como marca, foi o primeiro grupo do setor de serviços de infraestrutura a ingressar no Novo Mercado da B3 (anteriormente chamada BM&FBovespa). Atualmente o Grupo CCR conta com mais de 17 mil colaboradores e é responsável pela gestão e manutenção de 3.391 quilômetros de rodovias, além de administrar aeroportos e serviços de transporte de passageiros em metrôs, VLT e barcas, transportando aproximadamente 2 milhões de passageiros por dia. O número ainda poderá alcançar 3 milhões de passageiros com o início das operações das Linhas 8 e 9. No segmento de aeroportos, com a vitória no leilão dos blocos Central e Sul, concedidos pela ANAC, o número de passageiros transportados poderá ultrapassar 23 milhões, anualmente, incluindo o aeroporto da Pampulha/BH. A Companhia é reconhecida nos mercados nacional e internacional pela adoção de rígidas práticas de governança corporativa, que pautam sua atuação e estão reunidas no Programa de Integridade e Conformidade. Mais em: grupoccr.com.br

Sobre a CCR: a CCR é a holding do Grupo CCR listada no índice B3, a Bolsa de Valores brasileira. A empresa conta com mais de 20 anos de trajetória e possui o reconhecimento dos mercados nacional e internacional, especialmente por seus rígidos critérios de governança e compliance. De suas ações, todas ordinárias e com direito a voto, 55,23% são negociadas no Novo Mercado. Além do B3, a Companhia integra os índices ISE, ICO2, IGC, IBrX-100 e MSCI Latin America.

São Paulo/SP, 28 de janeiro de 2022.

CCR S.A.
Waldo Perez
Diretor de Relações com Investidores